Modo:  
Sociedade Boa União Alhadense
Terça-Feira
16.JAN.2018
  Home  
  Noticias  
  Área Reservada  
  Pesquisa  
  Contactos  
  Videos  
Apresentação

Escola de Música

Filarmónica

Orquestra Ligeira

Grupo de Metais

Grupo de Flautas

Ensemble de Saxofones

Grupo de Clarinetes

> Teatro

Ténis de Mesa

Futsal

Rancho 1º de Maio

Grupo de Cantares

Outras Actividades

Protocolos / Parcerias

Links Úteis


Ao longo dos anos muitas foram as peças de teatro que foram levadas à cena, predominando as Operetas, como a seguir se descrevem algumas:

- "Rosa do Adro",
- "Amores de Coronel",
- "Arte de Montes",
- "Flor de Aldeia",
- "Um Julgamento em Samouco",
- "Almoço aos Pontapés",
- "Noites de Santo António",
- "O Visconde de Pavia Ranso",
- "Vai alta a Lua",
- "A Joaninha",
- "Cada Doido",
- "Marcha de Cádiz",
- "Os Milagres de Joaninha",
- "Casa de Orátes",
- "Corações que Cantam",
- "O Mar",
- "A Bomba",
- "A Inês do Castro",
- "Um Actor e seus Vizinhos",
- "Loucuras de Amor",
- "Amores de Mariana",
- "Os Milagres do Carvalho Santo",
- "Feio no Corpo, Bonito na Alma",
- "Rosas de Nossa Senhora",
- "Má Sina",
- "Lenda do Castelo",
- "Bola ao Centro",
- "Marias de Portugal",
- "Os Saltimbancos",
- "A Barca da Esperança",
- "O Segredo da Aurora",
- "Bênção de Deus",
- "Alguém terá de Morrer",
- "Santarém às Nove e Trinta",
- "Por causa de um S".
- "Dar corda para se enforcar".

Também se representaram revistas escritas por amadores Unionistas, como:

- "Alhadas Estação Transmissora",
- "Passagem",
- "Retalhos",
- "Os Mexericos"

Etc., etc...

Em 1933 o Grupo Cénico tinha três peças em cena: "Amores de Coronel", "Loucuras de Amor" e a revista "Alhadas Estação Transmissora".

Visitante nº 584037